Este website usa cookies. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste website.Ler mais

Dezembro 20, 2016   |   Notícias

Medicamento da BIAL para epilepsia aprovado pela Comissão Europeia na pediatria

PORTO, 20 de dezembro 2016 - A Comissão Europeia aprovou a indicação terapêutica do medicamento da BIAL para a epilepsia, para adolescentes e crianças com mais de 6 anos.

O acetato de eslicarbazepina está agora indicado em todos os países da UE como terapêutica adjuvante em doentes adultos, adolescentes e crianças com mais de 6 anos de idade com crises epiléticas parciais, com ou sem generalização secundária.

Esta aprovação tem como base vários estudos que demonstram a eficácia e segurança deste fármaco, sendo de destacar a reduzida incidência de eventos adversos a nível neurocognitivo (capacidade de concentração, processamento de informação e memória) associados ao acetato de eslicarbazepina.

A epilepsia é uma das doenças neurológicas mais comuns em todo o mundo, atinge 50 milhões de pessoas, sendo que só na Europa, onde há 6 milhões de portadores, são detetados todos os anos 100 mil novos casos em crianças e adolescentes.

“É uma grande satisfação receber esta segunda aprovação da Comissão Europeia relativa ao acetato de eslicarbazepina, que representa um novo reforço na qualidade e segurança, quer do nosso medicamento, que pode agora ser disponibilizado a crianças e adolescentes, faixas etárias onde novos tratamentos são uma necessidade premente, quer no projeto de Investigação & Desenvolvimento (I&D) de BIAL. É sempre um enorme incentivo perceber que o resultado da nossa aposta em I&D, do nosso empenho e do trabalho de toda a nossa equipa possibilita que mais pessoas, neste caso crianças e adolescentes, podem beneficiar da nossa inovação” revela António Portela, CEO da BIAL.

Partilhe