Este website usa cookies. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste website.Ler mais

Julho 11, 2017   |   Notícias

Diretor Geral de I&D da BIAL agraciado pela Câmara do Porto com a Medalha Municipal de Mérito – Grau Ouro

Prof. Patrício Soares-da-Silva distinguido

O Prof. Patrício Soares-da-Silva foi, no dia 9 de julho, agraciado com a Medalha Municipal de Mérito – Grau Ouro, atribuída pela Câmara Municipal do Porto numa Sessão Solene de Imposição de Medalhas da Cidade.

O Prof. Patrício Soares-da-Silva é diretor geral da Área de Investigação e Desenvolvimento (I&D) da BIAL e professor catedrático de Terapêutica e Farmacologia Clínica, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Professor Patrício Soares-da-Silva

Tendo concluído, em 1981, a licenciatura em Medicina pela Faculdade de Medicina, Universidade do Porto, estagiou, em 1984-85 sob a orientação do Professor John S. Gillespie no Departamento de Farmacologia da Universidade de Glasgow, na Escócia, tendo completado o doutoramento em Medicina, na especialidade de Fisiologia e Farmacologia em 1988, sob a supervisão do Professor Walter Osswald, na Universidade do Porto. Em 1996, tonou-se professor catedrático da unidade curricular de Terapêutica e Farmacologia Clínica na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, e desde 2003 até 2016 foi diretor do Departamento de Farmacologia e Terapêutica da mesma Faculdade.

Entre 1995 e 2016 foi diretor do Departamento de I&D da BIAL, integrando em 2017 o Conselho de Administração da empresa e assumindo a Direção Geral da Área de I&D onde é responsável por programas de descoberta e desenvolvimento de novos medicamentos, nomeadamente na área do sistema nervoso central e cardiovascular.

Marcos importantes na sua carreira foram, em 2009, a aprovação do antiepilético Zebinix – acetato de eslicarbazepina, o primeiro medicamento de patente nacional, pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) e em 2013 pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos da América, onde é comercializado com a marca Aptiom. Em BIAL coordenou também a equipa que investigou e desenvolveu o medicamento inovador para a Doença de Parkinson Ongentys - Opicapona, aprovado em 2016 pela EMA.

Nos últimos 15 anos foram realizados sob responsabilidade do Prof. Patrício Soares-da-Silva mais de 100 ensaios clínicos. É autor de 370 artigos científicos por extenso em revistas internacionais com sistema de arbitragem, escreveu 20 capítulos em livros científicos e é inventor de 40 patentes internacionais.

Para além do Prémio Gulbenkian de Ciência, 2002, foram-lhe atribuídos outros prémios e louvores por mérito científico e tecnológico. Em 2008 foi agraciado com a insígnia de Grande Oficial da Ordem do Infante, atribuída pelo Presidente da República, Prof. Aníbal Cavaco Silva. 

Partilhe