Este website usa cookies. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste website.Ler mais

Abril 06, 2016   |   Notícias

Abertas candidaturas para o Prémio BIAL 2016

Mais de 300 mil euros para premiar investigação médica

Está a decorrer o período de candidaturas para a 17ª edição do Prémio BIAL, um dos maiores e mais conceituados prémios internacionais na área da saúde.

O Prémio BIAL 2016 soma 340 mil euros a repartir pelas áreas de investigação básica e pesquisa clínica.

Com um valor de 200 mil euros, o ‘Grande Prémio BIAL de Medicina’ pretende distinguir uma obra intelectual escrita especificamente para este propósito, de índole médica, com tema livre, que represente um trabalho com resultados de grande qualidade e relevância científica.

Ao ‘Prémio BIAL de Medicina Clínica’, com um valor de 100 mil euros, podem candidatar-se autores de uma obra intelectual de índole médica, também escrita especificamente para este propósito, com tema livre e dirigida à prática clínica, que represente um trabalho com resultados de grande qualidade e relevância, sendo que pelo menos um dos autores tem de ser médico nacional de um país de expressão oficial portuguesa.

O regulamento prevê ainda a atribuição de até quatro Menções Honrosas, no valor de 10 mil euros cada, e determina a publicação do trabalho vencedor do Prémio BIAL de Medicina Clínica, e eventualmente de alguma das outras obras premiadas, numa primeira edição exclusiva pela Fundação BIAL para distribuição gratuita à classe médica.

As candidaturas ao Prémio BIAL podem ser apresentadas até 31 de Outubro de 2016. O regulamento da edição Prémio BIAL 2016, assim como o formulário de candidatura, estão disponíveis em www.fundacaobial.com.

Criado em 1984, o Prémio BIAL visa incentivar a investigação médica e promover a sua divulgação, acompanhando ao longo do tempo a evolução e as tendências da Saúde e da Medicina.

O Prémio BIAL já recebeu mais de 600 candidaturas de quase 1500 investigadores, médicos e cientistas, tendo distinguido 245 autores e 95 obras. Foram editadas 37 obras, distribuídas gratuitamente pela comunidade médica, num total de mais de 300 mil exemplares.

Partilhe