BIAL Biotech beneficia da experiência em biologia lisossomal para desenvolver novas pequenas moléculas para utilização no tratamento de diversas doenças neurodegenerativas. O nosso candidato principal, BIA 28-6156/LTI-291, está a ser investigado como tratamento potencial para o parkinsonismo associado ao gene GBA (GBA-AP). Apesar das terapêuticas e tratamentos existentes para a doença de Parkinson proporcionarem benefícios sintomáticos temporários, não tratam o processo subjacente à doença que conduz à sua progressão.

BIAL Biotech investiga também a composição dos glicoesfingolípidos no sangue de doentes com doença de Parkinson para determinar se esta "impressão digital" poderá servir como biomarcador preditivo para identificar doentes com doença de Parkinson que possam responder à terapêutica com BIA 28-6156/LTI-291 ou a outros candidatos a medicamentos terapêuticos.

Existe uma necessidade médica premente e não suprida de tratamento das causas fundamentais da doença de Parkinson e do parkinsonismo associado ao gene GBA-AP. Em vez de proporcionarem um mero alívio sintomático, as terapêuticas direcionadas às causas biológicas subjacentes da doença de Parkinson poderão, potencialmente, atrasar a progressão da doença.